Matérias primas Frésia: Em Busca da Flor

Frésia: Em Busca da Flor

04/09/15 04:40:04 (5 comentários)

por: Juliett Ptoyan

Em perfumaria a frésia tem a reputação de ser o patinho feio: aparece na Europa em 1766, tendo agraciado os jardins das cortes francesas e italianas e se tornou num símbolo da juventude e da gentileza. Era também tradicionalmente apresentada no sétimo aniversário de casamento, mas só foi incluida pela primeira vez em composições aromáticas em 1985, quando Bernard Chant da IFF criou Antonia’s Flowers—a primeira fragrância da coleção de Antonia Bellanca-Mahoney, uma florista de East Hampton, Nova Iorque.

A criação de um acorde de frésia nesta fragrância, com a ajuda da tecnologia Headspace, permitiu a este autor abordar a pureza elétrica transmitida por uma flor fresca acabada de cortar. A ideia de Antonia era criar um perfume diferente dos outros perfumes femininos. Uma composição que a fizesse lembrar o seu próprio ateliê e suas flores favoritas.

Após o sucesso de Antonia’s Flowers a frésia começou a aparecer nas fragrâncias de outras casas de other perfume—falaremos delas mais tarde. De momento estamos interessados na seguinte questão: o que fez os perfumistas de todo o mundo esperarem mais de 200 anos para usarem esta flor em suas composições?

Antonia’s Flowers

Antonia's Flowers é um suave aroma floral com as notas de frésia misturadas com jasmim, magnólia e lírio. Sutis notas frutadas rodeiam estes acordes florais.

Disponível em 50 e 100 ml EDT, 60 ml EDP, perfume de carteira, loção e sabonete. O perfumisa por detrás desta fragrância é Bernard Chant.

A coisa mais complicada ao lidar com a nota de frésia é a ausência do odorante principal, a substância que ajuda a identificar a fonte do perfume. Por exemplo, beta-Damascenone nas rosas ou Acetato de Benzila no jasmim desempenham o papel principal destas substâncias por causa de seu aroma intenso. A frésia é normalmente associada ao Linalool—um Terpenoide, com uma natureza “fresca”, que pode ser conotado com frésia, coentro, lírio do vale e lavanda. Porquê Linalool especificamente? Bom, o cheiro de diferentes variedades de frésia consiste em entre 30% a 90% desta substâmncia (existem 16 variedades desta flor). A correlação de outros componentes (normalmente Limonene, Terpineol, Sabinene, Myrcene) também oscila de acordo com a variedade, essencialmente influenciando todo o aroma.

Para responder a uma pergunta lógica sobre a possibilidade de extração, contactei Matvei Judov, um perito em química de aromas de Moscovo e Viktoria Minya, perfumista. De acordo com eles, é possível extrair alguns componentes aromáticos da frésia, mas isso não faz sentido numa escala industrial.

A razão para isso é que, neste caso, não é produzido muito óleo essencial e é difícil associar o seu cheiro ao aroma das flores naturais, mesmo as cortadas. É por isso que os perfumistas naturais ainda não usam a frésia nas suas composições, e os artistas que trabalham com materiais fragrantes sintéticos têm de criar este acorde vezes sem conta. Outra forma de resolver este problema é usar aromatizantes: foi assim que, por exemplo, a IFF desenvolveu Freesia Fleuriff. Também é possível encontrar na Internet algumas menções a Miraldiacetate, também conhecido como Acetato de Frésia.

Entre os mais populares e frequentemente mencionados perfumes de frésia estão o alegre e fresco Ofresia de Diptyque, o atalcado Freesia de Fragonard, o dândi Reflection for Men de Amouage, e o oleoso Musc et Freesia de E.Coudray

Sinto uma subitamente desregrada e exravagante frésia em Rush de Gucci; ela aparece banhada em raios de sol e uma fresca água de neroli no outrora popular Together for Her de Oriflame; rodopia num sólido ambiente atalcado em Noa de Cacharel. Além disso, Jersey de Les Exclusifs de Chanel também pode ser nomeado, mas aqui o papel da frésia não é tão importante, apenas suaviza as já gentis tonalidades.

A amarela Freesia refracta é considerada a espécie mais popular desta flor—seu aroma suave, leve, apimentado parece ser “primaveril”. Igualmente com o lírio do vale e a mimosa, parece absorver o ar de Março, tornando-o inesquecível e emocionante, levando à loucura—telle quelle, como nós gostamos. Já agora, qual é o aroma que melhor reflete esta qualidade da frésia—de levantar o astral? Adoraria saber vossa opinião. ☺

PS: Este primeiro artigo, especialmente escrito para o Fragrantica é na verdade muito importante para mim. Gostaria de agradecer a Matvei Judov e Victoria Minya pelo apoio dado e pela ajuda com alguns pormenores e pontos de vista.

 

Juliett Ptoyan é uma jornalista de perfumes que colabora com várias revistas de moda, organiza cursos de perfume e escreve regularmente em seu blog, bouquetjuliett.ru

Tradução: Miguel Matos

 

 



Anterior Matérias primas Seguinte


Advertisement

Arle
Arle

Parabéns pelo artigo muito bom, a frésia sem dúvida é um floral alegre, aberto e refrescante. Eu a acho às vezes multifacetada como um camaleão que vai se mesclando aos acordes cítricos, verdes ou frutados da composição e isso a torna ainda mais interessante. Além de que tanto pelas suas características quanto seu recente uso, fazem com que ela seja uma nota que traz certa modernidade nas fragrâncias.

Apr
18
2015
Jujuba
Jujuba

Obrigada, Miguel!
Eu estava achando que era algum conceito da perfumaria. Ficou bem fácil de entender com os exemplos de música. ;)

Apr
11
2015
migueldematos
migueldematos

Wikipédia: "Costumava-se denominar dandy, em inglês, (dândi, em português) aquele homem de bom gosto e fantástico senso estético, mas que não necessariamente pertencia à nobreza.

O dandy é o cavalheiro perfeito, é um homem que escolhe viver a vida de maneira leviana e superficial. Como uma máscara, ou um símbolo, é uma subespécie de intelectual que não desprime o esteticismo e a beleza dos pormenores. É um pensador, contudo diletante, ocupando o seu tempo com lazer, actividades lúdicas e ociosas. Tem uma obsessão pela classe e é um dissidente do vulgar.

Este termo, atualmente, alterou semântica e deturpou-se em significado vulgar, dado àqueles que dão cuidados extremados às aparências. Segundo o Dicionário Houaiss da língua portuguesa: "ing. dandy 'homem que tem preocupação exagerada com a aparência pessoal', de orig.obsc.". Significados modernos no meio artístico incluem A revolta dos dândis, Engenheiros do Hawaii, Sândalo de Dândi da banda Metrô e "Tanto", do grupo Skank."

Apr
09
2015
Jujuba
Jujuba

Adoro!
Muito interessante esse artigo.
O que significa "dândi"?
Aceito doações rsrs... (ou podemos negociar) de amostra do Ofresia de Diptyque ;)

Apr
09
2015
Jernê Knowles
Jernê Knowles

Que texto mais lindo, parabéns a Ptoyan e ao Miguel que fez o mesmo chegar até nós!

Confesso que a Freesia nunca foi minha praia deliberadamente, devido a corpulência imponente de seu aroma que me causa por vezes vertigens, mas de tanto eu insistir, nosso diálogo hoje em dia já é bem diferente, e isso é bom!

Apr
09
2015

Adicione sua resenha

Torne-se um membro desta comunidade perfume online e você poderá adicionar seus próprios comentários.

Advertisement

Advertisement

Marcas populares e perfumes: