Avaliação de Fragrâncias Resenha de Fragrância: Bvlgari Omnia Paraiba (2015)

Resenha de Fragrância: Bvlgari Omnia Paraiba (2015)

12/21/15 06:19:10 (2 comentários)

por: Dr. Marlen Elliot Harrison

Resumo: A sétima fragrância da Bvlgari na coleção Omnia, Paraiba, inspira-se nas selvas tropicais e costas do Brasil oferecendo um acorde cristalino de maracujá e um acorde floral com uma base familiar de vetiver e cacau que faz lembrar o original Omnia de 2003.

Perfumista: Alberto Morillas

Experimente se gosta de: As fragrâncias das coleções anuais frutais-florais Escada; aromas com temas de coquetél; maracujá; aromas verdes como Calyx; o Omnia original.

Me faz lembrar: Gucci Rush 2, Escada Island Kiss, MPG Fraiche Passiflore, Oscar Tropical Flower.

Maracujá; imagem de Maria-Brazil.org

Prós & Contras: Paraiba é uma composição muito direta que tem uma combinação gostosa e doce de citrinos e frutas tropicais, e isso já diz tudo; não há nada de revolucionário neste aroma fácil de usar. Como tal, é preciso amar aromas frutais para apreciar o delicioso e suculento maracujá de Paraiba e o acorde de laranja Bigarade, similar à acidez de um kumquat ou kiwi.

Mas o desenvolvimento de Paraiba é um de seus aspetos mais interessantes - o que começa como um frutal floral lentamente se transforma num sutil toque de calor gourmand. As notas de chocolate são indiscerníveis até à segunda hora de desenvolvimento e quando elas chegam, o efeito apenas acrescenta profundidade ao rastro de maracujá; isto é incrivelmente diferente de Missoni 2006 em que a gianduja dominava a composição e lutava contra os tons aquáticos. Aqui nas notas de base é onde podemos reconhecer o original Omnia, até hoje um de meus favoritos da Bvlgari.

Notas:laranja bigarade curaçau, maracujá, flor de maracujágardênia brasileira, essência de vetiver cacau.” Bvlgari.com

"Ao criar Omnia Paraiba viajei ao Brasil e fiquei maravilhado pela forma como o mar, a praia e a floresta formam uma inseparável trilogia. No coração desta profusão de imagens, sons e aromas, uma "sensação de Brasil" se forma, livre dos códigos convencionais." materiais de imprensa de Omnia Paraiba.

Descrição do designer: “Omnia Paraiba se inspira numa das mais únicas gemas sobre a Terra: a radiante Turmalina Paraiba do Brasil. Esta eau de toilette é uma luxuriante criação, interligando o frescor das laranjas amargas com a exuberante flor de maracujá." Bvlgari.com

Número de vezes que testei: 5 na última semana.

Número de vaporizações aplicadas para esta resenha: 2 nas costas da mão a partir de um frasco novo EDT que a Bvlgari me enviou (2015).

Força da fragrância: Eau de Toilette

Desenvolvimento: (Linear / Médio / Complexo): Omnia Paraiba abre com seu acorde frutal, desenvolve-se num eco mais suave floral destas notas de topo (a flor de maracujá domina e eu não consigo na verdade detetar a gardênia) e deixa um quente rastro de pó de cacau que permanece por uma surpreendente quantidade de tempo. É um interessante desenvolvimento à medida que o perfume se move desde uma explosão de frutas para um sopro de pó de cacau.

Longevidade: (Curta / Média / Longa) 2 vaporizações duraram 4-6 horas com as notas de base ficando ainda mais tempo.

Silagem: (Pouca / Média / Muita) Ainda que Paraiba seja realmente suculento na primeira vaporização, o perfume imediatamente seca até um sutil toque de suas notas de topo; provavelmente seguro para usar no trabalho.

Nota sobre a embalagem: Inspirado nas gemas da Bvlgari, o clássico disco duplo do frasco Omnia é desta vez adornado num azul aquático e alojado dentro de uma caixa com os mesmos tons, como o resto da coleção.

Onde posso comprar? Começa em $65 USD por 50ml EDT spray, agora na Bulgari.com e na Sephora.com.

Conclusão: Existem algumas marcas de fragrâncias que parecem desenvolver consistentemente apenas perfumes aos quais se responde de forma pessoal, como se os perfumistas os estivessem desenvolvendo "só para você." A Givenchy tem sempre sido uma casa forte para mim e recentemente, com Aqva Divina, Thé Bleu, Man in Black e agora Paraiba, estou me sentindo muito confortável com a Bvlgari. Eu na verdade não deveria estar muito surpreendido, tenho desfrutado de Bvlgari pour Homme e Thé Vert desde que foram lançados no início dos anos 90. 25 anos depois ainda consigo estar apaixonado pela Bvlgari.

Um dos aspetos das fragrâncias Bvlgari a que eu respondo é o uso de aromas familiares apresentados de formas únicas. Por exemplo, em Aqva Divina, a magnolia é apresentada de maneira discreta, quase seca que controla alguns aspetos mais doces, cremosos da flor que encontramos tipicamente em perfumes com tema de magnólia.

O maracujá pode ser um pouco desafiante num perfume, e os resultados podem muitas vezes fazer referência ao ponche de frutas ou produtos de banho e corpo. Otto Kern Noa Noa foi um de meus perfumes favoritos de maracujá, mas foi tristemente descontinuado há muito tempo. Não há como escapar à suculência do acorde de frutas de Paraiba e assim estou muito contente por ser reapresentado a esta nota na perfumaria. Mas a verdadeira magia de Paraiba está na segunda hora quando o aroma relaxa e as notas quentes da base começam  a aparecer.

Escolhi saltar a descrição e os materiais de imprensa ao cheirar pela primaira vez Paraiba, simplesmente desfrutando um tester numa loja local da Bvlgari. Fiquei pensando, "Isto me parece muito familiar." Com o passar do tempo, percebi - o original Omnia! Sim, Morillas referencia diretamente o original de 2003 Omnia, mesmo que sutilmente. Aqui em Paraiba, me reuno com o cacau e o acorde de vetiver do Omnia original mas desta vez de forma quase aquática. É preciso um tempo para reconhecer, mas assim que o reconheci, adorei-o absolutamente.

Eu nunca fui ao Brasil ou mesmo à América do Sul; da mesma forma que nunca provei um maracujá. Como tal, não consigo dizer muito sobre a interpretação olfativa de Morillas da alma do Brasil, mas se alguém souber onde consigo encontrar uma barra de chocolate de maracujá, eu alegremente comeria este exótico aroma de Paraiba enquanto o uso!

Qual é seu Omnia favorito? Já cheirou Paraiba? 

 

 

Dr. Marlen Elliot Harrison

Editor Executivo

O jornalismo do Dr. Marlen Elliot Harrison sobre a indústria de fragrâncias tem aparecido na imprensa internacional e em publicações online tais como PlayboyMen’s JournalMen’s Health New York Times. Marlen também trabalha como coordenador do projecto de escrita para o The Smithsonian’s National Museum of the American Indian e como professor/supervisor de faculdade para os programas de graduação online da Southern New Hampshire University em Escrita e Literatura. Saiba mais sobre Marlen em www.MarlenHarrison.com.

 

 



Anterior Avaliação de Fragrâncias Seguinte


Advertisement

annanda_
annanda_

Não conheço o perfume, mas fiquei curiosa em ler a resenha... conheço a costa da Paraiba, e sim, realmente lá existem belas praias afastadas das cidades com vista para floresta... mas pelo que entendi, a Paraiba que o perfumista faz referencia não é o Estado, e sim a pedra preciosa turmalina paraiba!!! Essa pedra só em encontrada em 5 minas do mundo... 3 delas no Brasil, por isso a referência!!

Dec
22
2015
TatiORodrigues
TatiORodrigues

Muitos esteriótipos...mas enfim...linda resenha mas tenho certeza que isso não tem uma "sensação de Brasil" mas sim de um lugar tropical como tantos lugares. Talvez se o maracujá fosse Jaca quem sabe (verdade q isso é muito Rio de Janeiro, Alto da Boa Vista!!!! Que aliás é o meu caminho para ir à praia e, realmente passo por uma floresta (a da Tijuca) para chegar na praia)...rs...Mas adoro as resenhas do Marlen, super detalhadas e metódicas.
Já na Paraíba...pois é, nunca fui lá para saber as especificidades, porém...selva??? hummmm...Pelo que pesquisei o cacau possui um plantio pequeno por lá, já o maracujá é bem mais relevante.
O que estou escrevendo pode soar um pouco rude mas confesso a todos que fico atônita com as equipes de desenvolvimento. É um pessoal tão qualificado, bem remunerado (em sua maioria nesse segmento), com tantos recursos que fico impressionada com as "licenças poéticas" que acho exageradas, para ser branda!
Enfim...de qq maneira quero sentir esse lançamento, que espero que chegue ao Brasil. Infelizmente não conheci o primeiro Omnia que saiu de linha. Uma suposta semelhança me aguçou mais ainda a curiosidade.

Dec
21
2015

Adicione sua resenha

Torne-se um membro desta comunidade perfume online e você poderá adicionar seus próprios comentários.

Advertisement

Advertisement

Novos perfumes

Peonia Nobile Edizione SpecialeAcqua di Parma
Peonia Nobile Edizione Speciale

Amber WoodElegantes
Amber Wood

Chesterfield ClubElegantes
Chesterfield Club

Royal VetiverElegantes
Royal Vetiver

Le Ballet BlancRepetto
Le Ballet Blanc

Flower by Kenzo Eau de LumièreKenzo
Flower by Kenzo Eau de Lumière

Burner Perfume No 7: Red DodecahedronAether Arts Perfume
Burner Perfume No 7: Red Dodecahedron

Crema di Lime e CognacKyse Perfumes
Crema di Lime e Cognac

JKyse Perfumes
J

Bois de Santal et TerreKyse Perfumes
Bois de Santal et Terre

Baldessarini Cool ForceBaldessarini
Baldessarini Cool Force

IrisoirSultan Pasha Attars
Irisoir

SapphireThameen
Sapphire

EmeraldThameen
Emerald

RubyThameen
Ruby

Mademoiselle RochasRochas
Mademoiselle Rochas

Regent LeatherThameen
Regent Leather

Green PearlThameen
Green Pearl

RivièreThameen
Rivière

La Petite Robe Noire Eau de Toilette My Cocktail Dress 2017Guerlain
La Petite Robe Noire Eau de Toilette My Cocktail Dress 2017

Anti AntiPMP Perfumes Mayr Plettenberg
Anti Anti

Silence The SeaStrangelove NYC
Silence The Sea

Mont-RoyalClaude Andre Hebert
Mont-Royal

MétropoleClaude Andre Hebert
Métropole

Ville-MarieClaude Andre Hebert
Ville-Marie

Notre-DameClaude Andre Hebert
Notre-Dame

A l`Ombre des ClochersClaude Andre Hebert
A l`Ombre des Clochers

Sweet ScentLouis Cardin
Sweet Scent

Passion ScentLouis Cardin
Passion Scent

Shiny AmberAnna Zworykina Perfumes
Shiny Amber

Marcas populares e perfumes: