Matérias primas Peônias na Perfumaria e seu Cultivo

Peônias na Perfumaria e seu Cultivo

08/25/16 12:10:50 (Um comentário)

por: Evgeniya Chudakova, Matvey Yudov

Não muito tempo atrás, no Jardim Botânico de Moscou, houve uma exposição de peônias com dúzias de cultivares incluindo híbridos de jardim e híbridos Itoh. Eu visitei essa exposição e hoje eu gostaria de compartilhar com vocês minhas fotos dessas lindas flores e falar um pouco sobre a história do cultivo e desenvolvimento de peônias e seus aromas. Eu vou também mencionar a diferença de cheiro de cada cultivar.

Peônia ((lat. Paeónia) – é um gênero de herbáceas perenes e arbustos de folhas caducas. Peônia é o único gênero da família Paeoniaceae. A espécie mais típica é a Paeonia officinalis L

Cultivadas, essas flores são interessantes antes de mais nada por suas propriedades decorativas. De acordo com certas fontes chinesas da época da dinastia de Qin e Han, o interesse por peônias como plantas decorativas foi documentado desde 200 AC.

 Goldmine cultivar, China, circa 1100 

O gênero Paeonia conta com mais de 30 espécies. A mais popular e disseminada em cultivo é a Paeonia lactiflora, também conhecida como Paeonia albiflora, que foi a primeira peônia branca trazida à Europa. Primeiro introduzida na Inglaterra no meio do século XVI, essa espécie se tornou a ancestral de muitas peônias de jardim.

 Venus cultivar, Grã Bretanha, 1888

De acordo com a The American Peony Societyhá 6455 cultivares de peônia registrados hoje.

Paeonia lactiflora, diferente de Paeonia officinalis, mais persistente para mudança de tempo e doenças; ela se tornou o ancestral de um enorme número de cultivares que ficaram primeiro famosos na França.

 Duchesse de Nemours, França, 1856 

 Marie Lemoine, França, 1869 

 La Perle, França, 1886 

 Albert Crousse, França, 1893

 Sarah Bernhardt, França, 1906 

Selecionistas nos EUA (peônias se tornaram conhecidas lá em 1771) cruzaram Paeonia lactiflora com espécies selvagens para obterem novos cultivares. Considerando a crescente popularidade da flor, a American Peony Society foi fundada em 1903.

 Myrtle Gentry, EUA, 1925 

 Krinkled White, EUA, 1928 

Considerando a estrutura de uma flor, peônias são divididas em achatadas/individuais, tipo japonesa, tipo anêmona, semidupla e dupla (polipétalas) que por sua vez podem ser (considerando a forma de uma flor) coroadas, hemisféricas, esféricas, tipo demi-rosa e do tipo rosa.

Flores Individuais/achatadas são todas peônias selvagens e seus híbridos. A flor consiste de cinco ou mais pétalas de grande zona com numerosos estames no centro.

Flores de tipo japonês são caracterizadas com uma ou duas camadas de pétalas e numerosos estames sem pólen. Parastemons (staminodiums) são geralmente mais coloridas com um maior brilho que as pétalas. Flores do tipo anêmona são muitas vezes comparadas ao grupo japonês. Suas flores têm uma ou duas camadas de pétalas, muitos estames sem pólen, mas coloridas com o mesmo tom das pétalas.

 Ursa Major, EUA, 2000 

 Gold Standard, EUA, 1934 

 Nellie Saylor, EUA, 1967

 Yellow Charm, EUA

 Neon cultivar, EUA, 1941

 White Sands cultivar, EUA, 1968

 Bouquet Perfect cultivar, EUA, 1987

Peônias semi-duplas têm flores com muitas pétalas em várias camadas; estames são localizados em forma de anel, raramente misturando-se com pétalas e estames são agrupados no centro de uma flor.

 Green Halo cultivar, EUA, 1999

 Coral Charm cultivar, EUA, 1964

Flores duplas ou polipétalas com numerosas pétalas são as mais aromáticas (tendo um aroma bastante “clássico” que nós costumamos chamar de peônia: leve e transparente, floral, ligeiramente polvoroso) e mais reconhecível como uma típica “peônia”.

 Big Ben cultuvar, EUA, 1943

 Chiffon Parfait cultivar, EUA, 1981

 Chinook cultivar, EUA, 1981 

 Fringed Ivory cultivar, EUA, 1989

 Jacorma cultivar, Holanda, 1969

 Jadwiga cultivar, Roménia

 Joker cultivar, EUA, 2004 

 Junior Miss cultivar, EUA, 1989

 Moon River cultivar, EUA

 Victorian Blush cultivar, EUA, 1999 

 Pink Parfait cultivar, EUA, 1975 

 Princess Margareth cultivar, EUA, 1960 

 Diana Parks cultivar, EUA, 1942

As peônias mais aromáticas que eu cheirei na exposição foram: a simples Festiva Powder Puff, que tinha o mais brilhante dos cheiros “clássicos” de peônia – sutil e levemente polvoroso; Steve’s Choice – um aroma floral com tons de limonada e caramelo; Venus – um aroma floral denso e espesso. Uma fragrância bastante interessante era o cultivar Myrtle Gentry; seu cheiro incluía nuances cremosas de mirto.

 Festiva Powder Puff, EUA, 1986

 Steve's Choice, EUA

Além das flores habituais com cerca de 10 centímetros de diâmetro, haviam híbridos com flores de mais de 20 centímetros.

 Carol cultuvar, EUA, 1955

Há um grupo separado chamado híbridos Itoh (híbridos intersecionais) com flores muito grandes, forma e cor originais. A história de híbridos Itoh começou com uma batalha entre selecionistas tentando desenvolver um cultivar com pétalas puramente amarelas. O resultado foi obtido quando peônias de árvores foram levadas em consideração para cruzamento. Em 1958, resultante do cruzamento entre peônias herbáceas e arbóreas, o selecionista Toichi Itoh criou as primeiras plantas herbáceas com verdadeiras flores amarelas.

Em 1967, Louis Smirnov, o proprietário de um viveiro de reprodução em Nova York, comprou os direitos desses híbridos e depois em 1974 registrou quatro cultivares junto à American Peony Society (em cooperação com Itoh): Yellow Crown, Yellow Emperor, Yellow Dream e Yellow Heaven. A seleção de híbridos intersecionais foi continuada nos EUA, o que levou a serem colocados sob um grupo separado (híbridos Itoh ou híbridos intersecionais).

Os híbridos mais distintos são considerados o Garden Treasure e Bartzella, que é até hoje e única peônia duplamente amarela que existe. Agora a lista de híbridos Itoh inclui os cultivares não apenas com pétalas amarelas. Há aquelas com flores rosa e mesmo vermelho-bordô (por exemplo, o cultivar Old Rose Dandy com flores rosa bege-amareladas achatadas.

 Garden Treasure, EUA, 1984 

 Bartzella cultivar, EUA, 1986

 Old Rose Dandy, EUA, 1993

 Anderson Kaleidoscope, EUA, 2006

 

 

Peônias são flores de jardim muito populares. Diferentes cultivares florescem em tempos diferentes de maio a agosto, oferecendo a possibilidade de desfrutar a beleza e o maravilhoso brilho, além do sutil e sofisticado cheiro dessas flores durante todo o verão.

 Old Faithful EUA, 1964 

 Pillow Talk, EUA, 1973

 White Frost cultivar, USA, 1991

 Ivory Victory, EUA, 1988 

Componentes voláteis definem o cheiro do florescer da peônia, por mais estranho que pareça, não são cuidadosamente examinados e esse tema ainda espera for uma pesquisa mais atenta. Preciso admitir que o trabalho mais importante sobre peônias surgiu apenas ano passado.

Anteriormente no estudo de peônias foram encontrados tais componentes (em grandes quantidades) como álcool feniletílico, citronelol, geraniol, linalol, nerol (os chamados “álcoois de rosa”) e seus ésteres. Entre cetonas e ésteres é importante mencionar o metilheptano com seu aroma de maçã verde (há muito dele em óleos essenciais de verbena e capim limão) e cinamato de metilo frutado-cremoso.

Os components importantes do cheiro de peônia são farnesol com um cheiro de lírio-do-vale, nerolidol com um cheiro floral verde, benzoaldeído com cheiro de amêndoas amargas, gaiacol com cheiro de baunilha defumada e hidroquinona dimetil que tem cheiro de feno e erva-doce. Terpenos e seus derivativos contendo oxigênio fazem uma contribuição substanciosa ao aroma de peônia (além dos mencionados acima há eucaliptol, cariofileno, terpineol e outros) e outros componentes também importantes são certos aldeídos, cetonas e arenes.

Mas eu preciso provocar você um pouco: qualquer tentativa de misturar esses componentes, mesmo respeitando as quantidades naturais, provavelmente não vai gerar um resultado apropriado. Como frequente ocorre, o secreto de um aroma incrível está na combinação de muitos componentes menores e únicos. Talvez essa seja a razão pela qual não há tantas fragrâncias boas e realísticas com uma nota de peônia.

Ainda existem diversos ingredientes sintéticos que tem um perfil aromático característico de peônia. Um dos mais importantes odorantes com nuances de pêonia é o Peonile, sintetizado pela primeira em 1976 pelo químico da Givaudan Jean-Pierre Bachmann. Tal ingrediente chegou ao mercado somente em 1995, e em 2006 Petalia foi criado, sendo um análogo próximo do Peonile com traços de rosa e lichia. Atualmente esse é um odorante cativo da Givaudan. Os análogos de Feniletil 4-fenilbutan-2-ol (carbinol metil-fenil, PEMC) e álcool о-metilfenil (Álcool de Peônia, Peomosa) também têm um agradável cheiro de rosa cerosa com nuances de peônia e mimosa. Além disso, há uma nota brilhante de peônia no 9-decenylacetato (Acetato de Pétala de Rosa, Roseate) e aldeído de peônia.

Espero que este breve curso de química sobre o cheiro de peônia tenha ajudado você a enxergar fragrâncias com nota de peôna sob outro ponto de vista e a admirar o trabalho dos perfumistas. Um dos meus soliflores de peônia favoritos é Yves Rocher's Pur Desir de Pivoine, simples mas muito bom. Quais são os seus favoritos?

NOTA DO EDITOR: Em adição à recomendação de Mat Pur Desir de Pivoine, e nossa página de Peônia no Fragrantica, gostaríamos de sugerir as seguintes fragrâncias adicionais que incluem notas de peônia:

Mat Yudov

Mat Yudov é um químico, perfumista e músico. Mat é um investigador e especialista na química de materiais aromáticos. Ele se formou na Universidade Estatal de Moscou "Lomonosov" em 1999. Ele escreve no popular blogue de perfumes  leopoldray.blogspot.com 

(em russo).

Tradução: Daniel Barros

 



Anterior Matérias primas Seguinte


Advertisement

Giseleuchoa
Giseleuchoa

Fotos lindas. Adorei saber mais destas flores magníficas

Aug
26
2016

Adicione sua resenha

Torne-se um membro desta comunidade perfume online e você poderá adicionar seus próprios comentários.

Advertisement

Advertisement

Novos perfumes

Jeu d'Amour FélinKenzo
Jeu d'Amour Félin

Secret Potion No. 2Bullfrog
Secret Potion No. 2

Secret Potion No. 1Bullfrog
Secret Potion No. 1

Peonia Nobile Edizione SpecialeAcqua di Parma
Peonia Nobile Edizione Speciale

Amber WoodElegantes
Amber Wood

Chesterfield ClubElegantes
Chesterfield Club

Royal VetiverElegantes
Royal Vetiver

Le Ballet BlancRepetto
Le Ballet Blanc

Flower by Kenzo Eau de LumièreKenzo
Flower by Kenzo Eau de Lumière

Burner Perfume No 7: Red DodecahedronAether Arts Perfume
Burner Perfume No 7: Red Dodecahedron

Crema di Lime e CognacKyse Perfumes
Crema di Lime e Cognac

JKyse Perfumes
J

Bois de Santal et TerreKyse Perfumes
Bois de Santal et Terre

Baldessarini Cool ForceBaldessarini
Baldessarini Cool Force

IrisoirSultan Pasha Attars
Irisoir

SapphireThameen
Sapphire

EmeraldThameen
Emerald

RubyThameen
Ruby

Mademoiselle RochasRochas
Mademoiselle Rochas

Regent LeatherThameen
Regent Leather

Green PearlThameen
Green Pearl

RivièreThameen
Rivière

La Petite Robe Noire Eau de Toilette My Cocktail Dress 2017Guerlain
La Petite Robe Noire Eau de Toilette My Cocktail Dress 2017

Anti AntiPMP Perfumes Mayr Plettenberg
Anti Anti

Silence The SeaStrangelove NYC
Silence The Sea

Mont-RoyalClaude Andre Hebert
Mont-Royal

MétropoleClaude Andre Hebert
Métropole

Ville-MarieClaude Andre Hebert
Ville-Marie

Notre-DameClaude Andre Hebert
Notre-Dame

A l`Ombre des ClochersClaude Andre Hebert
A l`Ombre des Clochers

Marcas populares e perfumes: